Em Português, usamos a palavra Educação com duplo sentido. No primeiro, mais tangível (Education in English), nos referimos a educação formal na qual o individuo recebe diplomas e certificados que atestam determinado nível de conhecimento. No segundo, tratamos da educação informal (Politeness in English), no qual o indivíduo é orientado a respeitar a si mesmo e aos demais em sociedade. 


Apesar de todo o debate que existe no Brasil sobre a importância e necessidade da educação formal e da qualificação da mão-de-obra para o trabalho, principalmente se compararmos aos elevados níveis observados nos países do Hemisfério Norte, não creio que nosso problema esteja nesse ponto. O Brasileiro é suficientemente inteligente e criativo para aprender e inovar o que quer que seja muito rapidamente

Lamento perceber ao longo de minha experiência profissional, o grande número de vezes em que encarei claros indícios de falta de educação por pessoas que:

1. Quebraram sua palavra sem o menor pudor
2. Rasgaram contrato
3. Não cumpriram compromissos. Furavam constantemente.
4. Falharam nas entregas
5. Não respeitaram seu tempo nem o dos demais
6. Mentiram desvergonhadamente
7. Não dizeram nem sequer "obrigado" e nem "por favor".
8. Não assumiram seus erros
9. Não pediram desculpas pelos mesmos
10. Não responderam a telefonemas ou mensagens conscientemente.

Terminarei a lista com 10 pontos sabendo que o leitor poderá gentilmente nos lembrar de muitos mais. Ao fazer isso e de forma tão contínua a ponto de se tornar um (péssimo) hábito, as pessoas estão inconscientemente quebrando sua própria cadeia de valor. O pior é que ao ter qualquer uma dessas atitudes, ela estará quebrando a cadeia de valor da pessoa a qual desrespeitou. E isso poderá gerar um efeito dominó na sociedade que depois será conhecido pelo singelo nome de "cultura".

Teoricamente, é muito mais fácil educar um cidadão a cumprir os 10 pontos acima do que investir na educação formal de um PhD em Física Avançada. Entretanto, na medida em que toleramos essa atitude nos outros e a repetimos em nossas vidas, propagamos a constante falta de educação que assola o Brasil.

Lembrem-se da Fórmula da Riqueza: Valor x Aceleração. Se ao quebrar seu valor e o dos demais constantemente, ele tenderá a zero. Zero versus qualquer coisa é igual a zero. Assim, estaremos na verdade transformando potencial riqueza em eterna pobreza.

Por fim, lamento perceber que muitos líderes despreparados mas apaixonados pelo poder não hesitam um só instante em cometer todos os pecados listados acima em apenas poucos minutos na esperança de obter vantagens pessoais. Ao assim fazê-lo, eles enfraquecem a todos.

Peço humildemente que pensem 2 vezes antes de cometer qualquer dos delitos acima para que possamos nos tornar uma Nação verdadeiramente grande em todos os sentidos e possamos, assim, ocupar o espaço que nos é reservado na economia mundial.

Muito obrigado!